O Estrangeiro

Andou por horas…
Então mudou de direção
Olhava o horizonte
E não havia vestígios do sol

O frio era intenso
Havia neve sob seus pés
As nuvens estavam cinzentas
E pareciam rodear aquele lugar

Andou por dias…
Até saber que estava perdido
Caminhava lentamente
E a noite se aproximava

Respirava o ar gelado
Sentia-se abandonado
Aquecia-se através da esperança
De retornar ao seu lugar de origem

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s