Retorno de um Anjo (9)

Era um novo dia, a medida que o sol ia surgindo nas areias daquele deserto, duas grandes forças apareciam em lados opostos…

Ela voava levemente, como se o vento guiasse o seu corpo. Ele corria rapidamente, como se a terra o movimentasse. Chegaram ao mesmo tempo naquele lugar, estavam parados um de frente ao outro, era o reencontro depois de tanto tempo. Ela estava estática, apenas seus cabelos se movimentavam com o vento. Ele deu um passo a frente, segurou as mãos dela. De repente os dois eram iluminados por uma grande luz vinda do céu, sentiam-se fortes. Não disseram nada ao outro, passaram todo o sentimento que tinham em seus corações através de um olhar.

Ele entregou o livro para ela, eles haviam escrito a última página dele a última vez estiveram juntos. O pedaço de papel que havia caído fazia parte novamente daquela página, juntou-se às palavras que ele havia escrito: “…e eu serei suas asas se você não puder voar”. E aquelas palavras se cumpriam, ela retornou àquele mundo, ele estava ali para ajudar em mais uma batalha.

Em pouco tempo o sol já desaparecia, a terra tremia. Estava escuro, mas ela avista de longe o homem que lhe deu grandes ensinamentos, ele avista o seu pai. O homem que foi sugado pelas areias daquele deserto estava vivo, mas estava preso entre as sombras, apenas conseguiu gritar para que protegessem o livro. Ela se agarrou ao livro e voou rapidamente em direção às sombras, ele soltou um grande poder de suas mãos abrindo caminho para ela. Quanto mais ela tentava chegar perto, mais distante parecia ficar, foi quando foi atacada pelas sombras e jogada ao chão, o livro havia caído. Ele não sabia se corria em direção dela ou do livro, apenas corria acabando com as sombras que aproximavam. Foi quando a terra se abriu, o mundo parecia se dividir em dois. A velocidade dele não foi o suficiente, caiu naquele enorme buraco sem fim. Ela se levantou e pulou naquele buraco para pegá-lo… a terra se fechava com os dois lá embaixo, o livro agora pertencia às sombras, o homem que estava preso baixava a sua cabeça.

Por alguns minutos, tudo parecia ter acabado. O mundo estava sendo dominado pela aquela grande escuridão.  Mas o chão se reabre por uma forte luz, ele surge pairando sobre o ar, ela surge na frente dele inconsciente e aparentemente muito fraca, ele a deixava sobre o ar. As sombras os atacavam, eles não sofriam nada. O homem que estava preso sobre as sombras não entende tudo aquilo. Então ela abre os olhos, ele, por trás, coloca as mãos em suas asas, os pingentes de seus cordões brilhavam. A força que surgia dos dois era imensa, pareciam uma só pessoa. As asas batiam e eram como poderes que iam em direção daquelas sombras acabando com elas. E em um bater de asas, surge um clarão, as sombras desaparecem do mundo, a terra se fecha novamente e o sol retorna.

Os dois descem ao chão, ele pega o livro e eles vão em direção ao homem. Ele entrega o livro a seu pai, estavam os três ali como da última vez. Decidiram que o livro não devia mais existir naquele mundo, então o anjo guardou o livro sobre o tempo.  Agora os três deviam seguir os seus caminhos e fazer com que a paz permanecesse onde estivessem. O anjo voou para o céu,  havia cumprido o seu objetivo naquele lugar. O homem se tornou guardião do livro, desapareceu sobre o tempo. E ele… ele continuará aqui para continuar a missão dada pelo seu anjo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s