Converse com a Lua

Converse com a Lua

Queria que fizesse algo… Que continuasse a ler quando estiver chegado a noite.

Consegue ver a lua de onde está? Talvez não dê para vê-la, mas tente, no silêncio, escuta-lá. Talvez você se questione: “mas como assim ouvir a lua?”. Tente, pode até fechar os seus olhos e imaginá-la de perto… verá que é incrível.

A lua tem me guiado nas vezes em que eu tenho andado por aí olhando para o chão, nas vezes em que eu não tenho vontade de ver o mundo. Mas ela está sempre ali, acima de mim, falando comigo, conduzindo-me a um belo caminho.

Foi com a lua que comecei a querer estar sozinho e foi através dela que percebi que nunca estive sozinho. Era Deus quem estava comigo, era Ele que conversava comigo o tempo todo. Foi então que comecei a admirá-lá mais ainda… a sua luz, o seu brilho e tudo aquilo que me fortalecia.

Então comecei tentar entendê-la, tentar interpretá-la todas as noites. A busca era incessante, eu queria ter todas as respostas de forma imediata. E foi assim que ela me deixou esperando sem respostas… e me ensinou a esperar. Eu esperei e, novamente, esperei. Então comecei a entender que o meu tempo era diferente do tempo que ela queria que eu vivesse. E então, mais uma vez, esperei…

As vezes não notamos, mas maravilhas são realizadas enquanto esperamos e, enquanto ainda esperamos por algo, esse algo já passou pela nossa vida e não estávamos atentos. Mas quando sabemos esperar, não deixamos de aproveitar um segundo sequer da nossa vida.

Aproveite esse tempo de espera, não será um tempo perdido, mas de entendimento. Começará a entender muitas outras coisas que agregarão a sua vida. Começará a entender que há um caminho melhor a percorrer. E, enquanto espera, converse com a lua, ela também quer te ouvir.

Um dia, enquanto eu conversava com ela, percebi o quão simples ela é, percebi que ela continua a brilhar quando o sol nasce pela manhã e percebi que eu podia estar com ela o tempo todo. Então comecei a carregá-la livremente em minhas mãos. Andei com ela por vários lugares e permaneci com ela em minhas dificuldades. Mas eu ainda não tinha firmeza nas mãos e, um dia, eu a deixei cair. Eu havia soltado tudo aquilo que me sustentava, tudo aquilo que me guiava… eu havia perdido as minhas esperanças, a minha fé.

Passei dias me escondendo da noite para não pensar nela. Por mais que eu quisesse reencontrá-la, eu me sentia sem forças e a minha coragem havia se perdido junto com ela. Eu já não sabia mais o que fazer para tê-la e volta.

Em uma noite, resolvi observar o céu. Estava escuro e com suas estrelas solitárias. Faltava algo no céu e faltava algo em mim. Eu sentia muito frio, meus olhos se fechavam. Eu não via mais o tempo passar, pensei que não pudesse suportar. Foi quando a noite se foi.

De repente, eu senti como se alguém mandasse um sopro de esperança para minha vida, me sentia mais leve enquanto alguém me carregava em seus braços. O frio passava e meus olhos se abriam lentamente, foi quando vi uma forte luz me aquecer… era o sol. Eu estava de pé e o observava de uma maneira que eu nunca havia conseguido observar. Comecei a ouvi-lo assim como eu ouvia a lua. Então lembrei dela e o arrependimento veio em meu coração, eu não devia tê-la abandonado, ela nunca havia feito isso comigo. Tive medo de conversar com o sol, de me apegar a ele e perdê-lo também. Então virei as costas… Mas, enquanto eu caminhava, comecei a observar minha sombra, era o meu reflexo gerado pelo sol que me seguia. Então, novamente, percebi que eu estava de pé… Foi quando parei e olhei para trás. Eu não devia dar uma chance ao sol, mas a mim mesmo. Em poucos segundos, o sol iluminava a minha face e me fazia enxergar algo incrível em meu coração… a lua. Ela esteve o tempo todo nele.

Fragmentos de Cartas para um Anjo de Robson dos Reis

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s