Naquela Manhã

Naquela Manhã

Por muitas vezes, fugi dos Teus planos
Deixei fugir de mim a esperança
E já não quis mais esperar

E, naquela manhã, eu esperava
Procurava uma razão para continuar
E encontrava a minha alegria e o meu refúgio

Por muitas vezes, cuidei do passado
Não consegui viver o hoje
E retirei o futuro de Tuas mãos

E, naquela manhã, o sol brilhava
O vento tocava meu rosto
E eu reconhecia a Tua existência

Por muitas vezes, me senti sozinho
E deixei a solidão habitar em mim
Eu precisava do Teu amor

E, naquela manhã, eu me abria a Tua voz
Dava passos na Tua direção
E me deixava ser conduzido por Ti

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s