Meus Medos

Meus Medos

Preciso continuar caminhando e me refazendo a cada passo que dou
Preciso estender minhas mãos e confiar no que virá e no que veio para me ensinar
Preciso esquecer meus medos mesmo que eles habitem constantemente em mim

Muitas vezes, eles parecem partir e não mais os vejo sendo carregados por mim
Mas os reencontro em alguns momentos da vida em que escondo a esperança
Sou eu quem dou existência a eles… e os alimento com a minha confiança

Um dia, eu me prendi a eles e deixei eles me conduzirem aos meus mais profundos erros
Então cravei os meus pés diante do silêncio e perdi todas as minhas reações
E minhas mãos se abriram dando liberdade a todos os sonhos que me moviam

Um dia, eu consegui me libertar dos medos dos quais me prendi… Eu não estava sozinho
Descobri que não são eles que me escolhem, mas sou eu quem os acolho e os deixo no controle
E, para compreender isso, precisei de tempo e de sabedoria, de vontade e de luz

Então me despertei dos sonhos escuros e sombrios que pairavam sobre mim
Abri os olhos para o grande clarão que invadia meus pensamentos
E dei um grande salto para alcançar os sonhos que precisavam estar novamente em mim

Ainda busco os sonhos que a distância levou para bem longe junto ao forte vento
Ainda quero tê-los novamente em minhas mãos, pois hoje alimento a minha escolha de esperança
E, ao longo do caminho, encontro novas aventuras que me fazem prosseguir sem medo

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s